GUIs do Windows: Por quanto tempo as APIs 'obsoletas' duram? [fechadas]

5

Note que eu disse 'depreciado' e não 'abstraído'. Nos tempos do MFC, o WinAPI não estava obsoleto porque, pelo que eu li, o MFC apenas abstraiu o WinAPI. Há uma diferença, pois uma API preterida é aquela cuja funcionalidade tem uma substituição de slide mais nova em vez de uma camada na parte superior.

Pergunto à luz da direção que o Windows tomou. Primeiro, objetos GDI foram ignorados com o WPF usando o DirectX. A menos que eu tenha lido informações erradas, isso significa que a GUI do Windows poderia ter sido reimplementada em uma API que não precisa de GDI por baixo.

Depois veio o Windows 8, anunciando a mudança para as interfaces HTML / JavaScript, o que significa que o DirectX também não é necessário. Ha É claro que o mecanismo do IE que executa essas interfaces provavelmente usa a aceleração de hardware fornecida pelo DirectX atualmente. Mas o GDI não é necessário, certo?

Na verdade, como o GDI não é mais necessário, isso não deprecia GDI, GDI +, MFC e várias outras bibliotecas de modelos criadas no GDI?

Agora, ao contrário do pensamento comum, sabe-se que o Windows tradicionalmente levava a compatibilidade com versões anteriores muito a sério. Mas quanto tempo eles vão antes de soltar GDI? Quanto tempo até que as bibliotecas principais do .NET sejam reescritas para chamar o kernel e as rotinas privadas de baixo nível do Windows diretamente para serviços sem passar pelo próprio WinAPI? Afinal, o C # suporta código não seguro, portanto, a camada pública WinAPI sendo ignorada não é inconcebível, mesmo para o material de nível inferior.

Eu não estou falando sobre o código C ser eliminado ou algo assim. Basta saber se algumas das interfaces públicas apresentadas pelo Windows podem não estar disponíveis se a MS considerar desnecessárias no futuro.

    
por Louis 29.01.2012 / 21:12
fonte

1 resposta

9

Microsoft (quase) nunca descarta a funcionalidade principal da API.

E as novas grandes bibliotecas quase nunca são reescritas. Há muito risco de quebrar algo sem nenhum benefício óbvio a grande custo

    
por 29.01.2012 / 21:20
fonte