Pronúncia na programação? [fechadas]

14

Como você pronuncia corretamente ou erroneamente termos de programação? Qualquer coisa que você encontre precisa de correção ou história rigorosa na cultura inicial de CS?

Programação

char ="tchar" não se importa?

! = bang não exclamação?

# = libra não é hash? Exceção #! = shebang

* = splat não é estrela?

regex ="rej ex" não "regg ex"?

sql = "sql" não "sequela" (já respondida, apenas isto é)

Unixen

| = canalizar não barra vertical?

bin = bin como no pin, não como no binário?

lib = lib como na biblioteca, não como liberar?

etc ="ett see", não "e t c" (como em /etc e não "& c")

Aborrecimento

/ = barra não barra invertida

LaTeX ="laytek" não "lay teks"

    
por Jé Queue 28.04.2018 / 14:36
fonte

18 respostas

19

Para resumir minha experiência (norte-americana):

  • char pode ser pronunciado nos dois sentidos: como "char" em "charcoal", ou próximo de "care"; nunca goste de "carro"
  • ! é um "ponto de exclamação"
  • # é um "sinal de libra" (provavelmente um americanismo)
  • * é um "asterisco" (nunca em 15 anos ouviu alguém chamar de "splat")
  • RegEx com um disco rígido "g" porque é regular, não é rejular.
  • SQL : ouviu "ess-queue-ell" e "sequel"; mas (Microsoft) o SQL Server é muito mais frequentemente pronunciado como "servidor sequel".
  • bin é como uma lixeira; não "bine"
  • O ancestral do LaTeX é o TeX. A pronúncia "tech" vai até o criador do TeX, Donald Knuth. Na verdade, o X deveria soar mais como o alemão "ch" em Bach. "La-tech" é a única maneira pela qual o LaTeX é pronunciado na comunidade de pesquisa dos EUA; se você pronunciar isso como uma espécie de borracha, você diz que não pertence a ela.
por 22.10.2010 / 16:05
fonte
10

Obviamente, muitas pessoas não fizeram o dever de casa e leram as perguntas mais frequentes do comp.lang.c lista. Caso contrário, eles saberiam como pronunciar char :

19.26: How do you pronounce ''char''?

Like the first word of ''char *''. The accent is generally on the first syllable.

Algumas outras peças são mais engraçadas:

17.6: What's this ''white space'' I keep hearing about?

White space is a racist, segregational term. Implicitly, "dark" or "colored" space (i.e., the '_' character) is not good enough to separate tokens. More interestingly, the white space characters keep the other tokens apart. They say it's for parsing, but there's ample evidence the goal of white space is to keep the other characters from "taking over" the program. This is disguised by the description of C as "white space insensitive" - a simple ploy for sympathy.

    
por 28.10.2010 / 22:23
fonte
8

# = Hash (£ é um sinal de libra)

= Pling

    
por 22.10.2010 / 13:08
fonte
4

Somos uma loja muito internacional: não há uma maneira correta, desde que todos nos entendamos.

Aborrecimento: # é hash em inglês britânico adequado (e como o usamos): £ ou lb libra para os europeus.

    
por 22.10.2010 / 18:39
fonte
3

Eu não lido com tudo isso o tempo todo, mas ...

Programação

char = "tchar" not care?

difícil c como carro (porque vem de "personagem")

! = bang not exclamation?

Estou acostumado a chamar essa exclamação - de onde veio o "estrondo"? Deve ser um americanismo.

# = pound not hash? Exception #! = shebang

hash - novamente, libra é um americanismo

* = splat not star?

estrela ou asterisco

regex = "rej ex" not "regg ex"?

rejex - hard g aqui soa estranho

sql = "s q l" not "sequel" (already answered, just i.e.)

Ambos dependendo do humor em que eu estou. Normalmente, eu digo "Sequel Server", "My Sequel", mas "S Q L" quando sozinho

Unixen

| = pipe not vertical bar?

pipe, embora eu costumava chamá-lo de barra vertical.

bin = bin as in pin , not as in binary?

bin como em que é onde todo o meu lixo vai:)

lib = lib as in library , not as in liberate?

lib como em libertar, porque dizer "libe" soa errado. Parece que estou tentando dizer "lubrificante" em um sotaque australiano

etc = "ett see" , not "e t c"

et cetera, mas eu não sou um cara unix principalmente, então eu posso estar errado com isso

Annoyance

/ = slash not backslash

barra ou barra.

LaTeX = "laytek" not "lay teks"

como no latex, pois é assim que se escreve - talvez você possa usá-lo com o seu lib de cima.

    
por 22.10.2010 / 11:51
fonte
3

Eu uso o seguinte:

  • char: "char", como em "charbroiled". Ele rima muito bem com "estrela", então "char *" aparece como "char star".
  • !: Intrigante; Não tenho certeza se alguma vez pronunciei isso em voz alta. Eu provavelmente diria "ponto de exclamação", para ser honesto, só para ficar claro.
  • #: "Hash", embora às vezes na minha cabeça eu também diga "number".
  • * : "Estrela"
  • Regex: "REG-ex". É interessante, já que "regular" tem um hard g, mas suponho que o soft g flua melhor.
  • SQL: Talvez eu seja diferente da maioria das pessoas, mas digo "sequel", exceto no caso do PostgreSQL. Ouvi dizer que os programadores do RDBMS podem cortar, já que aqueles que aprenderam no SQL Server tendem a dizer "sequela" e todos os outros costumam dizer "ess cyoo ell". Não tenho certeza se isso é verdade, mas é verdade no meu caso. :)
  • |: "Pipe". Duh. :)
  • bin: "bin" rima com "pin"
  • lib: "lib" como em "liberate"
  • etc: "ets-see", como em "slash ets-see". :)
  • /: "Barra". Incomoda-me quando as pessoas chamam de uma barra invertida, também - tanto que eu escrevi um post no blog sobre isso há muitas luas.
  • LaTeX: eu digo "LUH-tech".

Vou jogar outro no mix:

  • Mac OS X: É "Mac OS Dez ", não "Mac OS Ex ":)
por 22.10.2010 / 16:22
fonte
2

Eu aprendi a maior parte do meu jargão de programação com meu colega de quarto na faculdade que também era CS major. A única coisa que ele fez "errado" foi intencionalmente pronunciar "sql" como "ess coo ell":

regex: regg exx

lib: como na liberação (do Windows)

bin: como no clothesbin

etc: et cetera (do latim e assim por diante )

|: pipe

# !: a linha "bang"

#: hachura

    
por 22.10.2010 / 07:21
fonte
2

char = character

! = exclamation

# = hash

* = Star

regex = rej x

sql = S Q L

    
por 22.10.2010 / 08:06
fonte
2

char="tchar"

! = punto esclamativo (em italiano)

# ="sharp" ou eu digo estranhamente 'S' (como 'ess') se é uma declaração de pré-processador C O_O

#! = shebang

* = asterisco (italiano novamente)

regex ="rej ex"?

sql ="s q l" ou "sequela"

Unixen

| = pipe?

bin = bin como no pin

lib = lib como em liberdade?

etc ="etch"

Annoyance

/ = barra (e está correto, isso - > \ é a barra invertida

LaTeX ="latek"

    
por 22.10.2010 / 19:04
fonte
2

GUID. Eu ouvi algumas pessoas dizerem G-U-I-D, algumas pessoas pronunciando que rimavam com "fluidos" e algumas pessoas dizendo que rimavam com "lula".

    
por 28.10.2010 / 18:56
fonte
2

#
Isso também pode ser chamado de sinal numérico ou octothorpe para outro par de respostas.
<,>

Estes são "parênteses angulares" normalmente agora, embora crescendo, eu os conhecia como menores e maiores que respectivamente.

    
por 28.10.2010 / 23:14
fonte
2

GUI: gee-you-eye vs. "gooey". Eu sempre achei que era o primeiro, mas eu ouvi várias pessoas (com muito mais credenciais profissionais do que o meu, que sendo "mal amadores") referem-se a ele de outra maneira.

    
por 29.10.2010 / 04:33
fonte
1

Não é realmente programação, mas me incomoda quando os americanos dizem "Router" (primeira sílaba rima com "out"), enquanto os europeus dizem "Root-er".

Eu sei que é baseado em como os americanos dizem "Route", mas então por que a canção Route 66 é cantada como é?

    
por 22.10.2010 / 11:33
fonte
1

Em um trabalho anterior, tínhamos um flamingo religioso em torno da pronúncia de GIF . Eu argumentei que o G deveria ser um hard-G porque representa a palavra Graphics. Meus colegas argumentaram que desde que o G está na frente de um eu, deveria ser um soft-G como na girafa. Eles ainda argumentaram que o criador do formato se pronuncia com um soft-G, então devemos tomar isso como a prova final.

Então, naquele trabalho, eu era o autor do nosso módulo Output Run-Time, abreviado como ORT . Como criador, eu exigi que fosse pronunciado GIF com um hard-G. Algumas pessoas me odiavam.

    
por 22.10.2010 / 19:12
fonte
1

char = 'chaar' como em 'os restos carbonizados do chefe de cabelos pontudos foram encontrados na sala do servidor'

= 'bang' se eu estou falando com um nerd linux / unix, 'ponto de exclamação' se eu estou falando com uma pessoa normal

# = 'pound' se eu estiver falando com um programador, 'sinal numérico' para todos os outros

#! = hash-bang se eu estou falando com uma Perlie, não precisa dizer isso para mais ninguém

* = asterisco, ocasionalmente estrela

regex = regg como no reggae, ex como no ex-empregado

sql = SQUEAL

| = 'pipe' ao falar com programadores de sistemas, 'barra vertical' para pessoas normais

bin = 'bin' como em 'bin thar, dun that'

lib = 'lib' como na liberação

etc = et cetera

/ = barra, então não há ambigüidade

LaTeX = lahy tehx, já que sou do sul

    
por 05.11.2010 / 04:20
fonte
1

Assistindo aos playoffs da NFL e vi que o comercial da Audible Pepsi e eles disseram "backslash" e eu sobre flipado! Eu fico realmente incomodado com isso, então decidi procurar e ver se sou o único. Fico feliz em ver que não sou! O que realmente me incomoda é que, se você nem sabe, por que você diria “de volta” antes de dizer “slash”? Se eu não sei de que cor o carro do meu chefe é, mas eu sei que é um, digamos, Grand Am, eu não vou dizer "Meu chefe estará aparecendo em um Grand Am vermelho." Eu deixaria o " vermelho ”fora disso! Se você não sabe, apenas deixe o "de volta" para fora dele! Eu não me importaria muito se eles chamassem uma barra invertida de "slash", pelo menos é algum tipo de barra! O que eles chamam de uma barra invertida? Desculpe, é uma implicância.

    
por 09.01.2011 / 03:54
fonte
1

Eu me ensinei programação e como resultado eu aprendi uma tonelada de novas palavras, sem nunca ouvir as pessoas pronunciá-las. Por exemplo, foi só depois de programar por cerca de 4 anos (meu último ano no ensino médio) que aprendi que a sintaxe é pecado-imposto, não sine-tax.

Algumas coisas que considero um pouco estranhas para mim:

* = estrela (código C como *x=10 eu pronuncio como 'estrela Ex é igual a 10')

stdio = es-studio

stdlib = es-tee-dee-lib (lib como em libertário)

# foi uma libra para mim até que eu comecei a usar o C #, não pronuncio-o tanto na libra como na afiação ao ler o código

& = e, incluindo quando é realmente o operador address of

$ = string. Isso é da primeira linguagem de programação que usei (DarkBasic), onde os nomes de variáveis prefixados com $ eram variáveis de string.

% = percentual

! = not (mesmo quando lendo linhas de comando e tal)

SQL = Continuação desde o ano passado, onde comecei a usá-lo porque é muito mais fácil para mim dizer do que S Q L

    
por 10.01.2011 / 08:09
fonte
0

Eu comecei a pronunciar fmt como "fumt" graças ao Google Tech Talk " A linguagem de programação Go ". Da mesma forma, eu pronuncio stdio como "stəd-AYE-oh".

    
por 10.01.2011 / 05:13
fonte