Sua empresa tem uma política escrita sobre como contribuir para projetos de código aberto? [fechadas]

15

Sua empresa tem uma política escrita sobre como contribuir para projetos de código aberto?

Temos contribuído com o estilo "não pergunte não diga", mas é hora de escrever algo. Eu apreciaria tanto o texto completo da política escrita quanto os bits e peças.

Atualização : fizemos alguns progressos desde que fiz esta pergunta e agora tenho essa política - leia isso .

    
por dblock 12.10.2010 / 18:47
fonte

4 respostas

1

Em alguns estados nos EUA, viola a lei trabalhista estadual para um empregador limitar a capacidade dos funcionários de contribuir para projetos de código aberto ou tentar reivindicar a propriedade do código que um funcionário contribui, com algumas restrições (que variam de estado declarar). Geralmente, isso se aplica apenas ao trabalho realizado fora do seu horário normal de trabalho, e o trabalho não pode ser feito usando equipamentos ou recursos da empresa (ou seja, um computador da empresa e / ou licenças de software). Também deve ser algo que não estaria em concorrência direta com o seu empregador; Por exemplo, se o seu empregador tivesse um sistema proprietário de gerenciamento de conteúdo on-line, a lei provavelmente não se aplicaria se você quisesse contribuir para um projeto CMS de código aberto.

No entanto, sei que em CA e NC, a lei estadual declara explicitamente que tem precedência sobre quaisquer contratos de emprego em vigor.

    
por 02.08.2011 / 23:30
fonte
1

Estou vendo esta questão agora apenas. Muitos podem ter lido este artigo slashdot, mas se você não viu isto: o que eu faço sobre meu ex-empregador roubar meu código livre?

Embora a postagem original do slasdot não esteja diretamente relacionada a essa pergunta, muitas das respostas são.

É bom que você esteja pensando em criar algumas regras formais. Aqui estão alguns trechos do link que citei acima, que são experiências de colegas programadores com suas empresas devido a políticas relacionadas à contribuição para projetos de código aberto. Há muitas respostas interessantes e interessantes, mas citando 3 delas:

Citação 1:

It's so standard that you should always ask for permission from your employer before writing and releasing open source software - you might not have the right to do so, even if the software is not related to the business of your employer and even if developed in your spare time; the language in my contract is unambiguous about that.

Assuming that in this case the permission to write and release open source software was implicit, it still does not mean the company has lost it's control of it's intellectual property - they can always dual-license it under a proprietary license. They can't "take back" the already released GPL software, and they can't grab any contribution of 3rd parties to that lineage, but they can chose to develop the original codebase in an entirely closed source fashion - it's theirs.

Citação-2:

It is possible to negotiate with a company to preserve your ownership of your own personal pursuits but you must be proactive and generally have leverage (In my case I was holding up a merger with an entire IT/dev department. Your average shmo only has the desire of the company to have them work there). Also expect that the/any company will do whatever they can to own everything you are and do so presume you are screwed and read any documentation you are asked to sign with that intent in mind.

Citação 3:

learn what MIT licensing means... they're entirely free to distribute under whatever license they choose as long as they cite you. They're not stealing it, they're using it under the free license you provided it under.

Quanto à GPL - sim, você precisa contratar um advogado lá, isso é realmente uma violação. É claro - se você codificou este código GPL em seu tempo, eles são seus direitos autorais de qualquer maneira, e eles estão livres para usá-lo da maneira que acharem melhor.

    
por 02.08.2011 / 21:28
fonte
0

Não temos uma política direta sobre isso. Resumindo: o trabalho criado na universidade é de propriedade da universidade, a menos que seja declarado antes do início da codificação.

Eu tenho discutido com meu chefe de tempos em tempos sobre isso e nós não fomos longe com isso, pois se torna um pesadelo político já que as pessoas que precisam aprovar isso não entendem muito bem software de código aberto além do "é geralmente livre "idéia.

/ me aguarda ansiosamente outras respostas!

Atualização: este tópico surgiu recentemente, nos reunimos com nossa equipe jurídica e tudo parece bem. Meu entendimento (do meu empregador) é que isso é uma base caso a caso, mas eles estão dispostos a trabalhar com os funcionários interessados.

    
por 12.10.2010 / 18:49
fonte
-2

Não tenho nenhuma situação que possa citar diretamente. No entanto, imagino que os engenheiros e programadores de topo de grandes empresas estejam proibidos de escrever qualquer outro código por qualquer outro motivo que não seja benéfico para a empresa em que trabalham. Claro que isso é puramente especulativo da minha parte.

    
por 12.10.2010 / 18:59
fonte